quarta-feira, 13 de Agosto de 2014

Volto já

Por motivos de força  maior, este cantinho vai ficar em stand by durante uns dias.  Vou cuidar do homem cá  de casa, que ficou doente.  Este Verão  não tem sido muito generoso  connosco  :-( 

terça-feira, 5 de Agosto de 2014

Peitos de frango recheados com farinheira, espinafres e cogumelos


Esta é uma daquelas receitas óptimas para jantares de convívio, pois os peitos podem ser feitos com antecedência e, na hora de servir, basta passar pela frigideira. A carne ficará húmida por dentro e ligeiramente estaladiça por fora. Por aqui, gostamos muito da combinação de farinheira com espinafres, mas podem utilizar outros ingredientes: alheira e maçã, queijo e cogumelos… Experimentem!

Ingredientes (4 doses)
4 peitos de frango
1 farinheira
1 bom punhado de espinafres
4 cogumelos frescos
Sal e pimenta q.b.
Azeite q.b.
1 colher de sopa de manteiga
1 haste de alecrim
Arroz  para acompanhar

Preparação
Cozer a farinheira, retirar a pele e desfazer com um grafo. Cortar os cogumelos em cubos e levar a alourar numa frigideira, com um fio de azeite. Quando os cogumelos estiverem cozinhados, adicionar os espinafres e a farinheira, envolvendo tudo muito bem. Retirar do lume quando os espinafres estiverem cozinhados. Abrir os peitos, como se fossem livros, mas sem os separar por completo. De seguida, colocar cada bife em cima de uma folha de papel de alumínio e temperar apenas o interior, com sal e pimenta preta. Com os bifes abertos, espalhar ¼ do recheio e, por fim, enrolar na folha de alumínio. Levar os rolos ao forno num tabuleiro, durante 20 minutos (o processo de levar primeiro os rolos ao forno, enrolados em folha de alumínio, serve para a carne ‘colar’; assim, não é preciso colocar palitos ou enrolar em cordão, ficando além disso mais bonitos). Após esse tempo, retirar os rolos do forno e do tabuleiro, deixando arrefecer um pouco (o tempo necessário para conseguir agarrar na folha de alumínio sem se queimar), e desenrolar os embrulhos. Por fim, numa frigideira, colocar a manteiga e a haste de alecrim, deixar a manteiga derreter, adicionar os rolos e deixar alourar em ambos os lados. Servir com arroz e salada.

quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Mata-desejo de gula


«A galinha da vizinha é sempre melhor que a minha.» É assim que me sinto quando por vezes “passeio” por outros blogues, com as suas esplêndidas fotografias e textos fantásticos. Depois olho para o meu cantinho e vejo fotografias tiradas à pressa (porque detesto comida fria ou porque o tempo não dá para mais) e textos curtinhos (que apenas fazem uma pequena introdução da receita e, mesmo assim, por vezes o tempo para fazer os mesmos já é escasso). E, por fim, penso se realmente vale a pena isto tudo.
Comparando com outros, pode ser pouco o que partilho convosco, mas é feito com muito carinho. Pode não ser perfeito nem fantástico, mas é o que tenho para partilhar, de coração. E tudo isto surgiu com um pedido do homem lá de casa, que lhe apetecia uma daquelas sobremesas pecaminosas para o lanche. Resultado: em 5 minutos preparei-lhe uma! Nada muito elaborado, nada muito pensado, fotografia tirada num instante, pois a gula não pode esperar. A melhor recompensa foi vê-lo a comer com satisfação e o meu desejo é que, de alguma maneira, consigam tirar algum proveito das minhas partilhas.

Ingredientes
Bolo de chocolate q.b. (retirado do congelador)
½ banana
1 bola de gelado (utilizei de cheesecake)
Topping de chocolate
Raspas de chocolate de morango

Preparação
Retirar um pedaço de bolo de chocolate do congelador e esfarelar em pedaços. Depois, colocar numa taça e, por cima, colocar a banana cortada às fatias. De seguida, colocar a bola de gelado e finalizar com o topping e as raspas de chocolate. Deixar repousar uns minutos, para o gelado derreter. Por fim, deliciar-se!

quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Salada de pêssego e alecrim com molho agridoce


O tempo voltou aquecer e as saladas voltaram a reinar cá em casa. Nesta ocasião, tinha uma costeleta de porco panada no frigorífico, à espera de um final feliz, bem como dois pêssegos a ficarem maduros na fruteira. Assim, juntei uns bons punhados de alfaces com rúcula e nasceu esta salada. Ficou a conjunção perfeita, pois o sabor forte da rúcula contrasta com a doçura dos pêssegos e o molho agridoce deu o toque final. Experimentem!   
  
Ingredientes (2 doses)
Mistura de alfaces e rúcula
1 costeleta de porco panada
Queijo emmental partido em cubos q.b.
2 pêssegos
1 colher de sopa de manteiga
1 haste de alecrim

Molho
3 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de mel
3 colheres de sopa de vinagre de framboesa
1 colher de sobremesa de mostarda Dijon
Sal e pimenta q.b.
  
Preparação
Descascar os pêssegos, retirar o caroço e cortar em meias luas. Colocar a manteiga na frigideira, assim como o alecrim. Quando aquela estiver derretida, adicionar os pêssegos e deixar alourar. Retirar e reservar. Para preparar o molho, colocar todos os ingredientes num frasco de vidro pequeno e abanar energeticamente, de modo a que fique tudo muito bem emulsionado. Rectificar o sal, se necessário. Distribuir a mistura de alfaces e a rúcula num prato de servir, fatiar a carne e colocar por cima, assim como o queijo e os pêssegos. Servir acompanhada com o molho agridoce.

Receita do molho retirada daqui http://narwencuisine.blogspot.pt

segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Tarte de queijo fresco e laranja


Já é a segunda vez que faço esta tarte cá em casa num curto espaço de tempo. A primeira foi confeccionada para utilizar um queijo quase a ficar a fora de prazo, mas a minha princesa M gostou tanto que me pediu logo outra de seguida. O resultado é uma tarte húmida, com um travo a laranja, que se derrete na boca. Além disso, é muito simples de fazer e… costuma desaparecer num piscar de olhos! Experimentem!

Ingredientes
400g de queijo fresco meio gordo
1 laranja (casca)
300g de açúcar
4 ovos
50ml de Vaqueiro Líquida
50g de farinha sem fermento
50g de farinha de amêndoa

Preparação
Retirar a casca da laranja (só a parte laranja), colocar num robot de cozinha e triturar juntamente com o açúcar. Adicionar o queijo e triturar. De seguida, adicionar os ovos um a um e bater até tudo ficar incorporado. Adicionar os restantes ingredientes e envolver tudo. Colocar a massa numa tarteira de fundo fixo, previamente untada com manteiga. Levar ao forno a 180ºC, durante 30 minutos. 

quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Tortiglioni com pesto e camarão

Esta foi uma das poucas receitas novas nas férias, já que a preguiça se instalou na cozinha cá de casa. É uma receita muito simples, mas cheia de sabor. Encontrei a original na revista da Bimby, mas como sou muito “má” a respeitar receitas (excepto em doces), fiz umas pequenas adaptações ao meu gosto. Assim, troquei os espinafres por manjericão e as delícias do mar por camarão. Podem também optar por não colocar o camarão, servindo a massa com atum de conserva. De qualquer das formas, obtém-se uma óptima refeição. Experimentem!

Ingredientes (4 doses)
3 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho
1 colher de café de sal
100g de manjericão
50g de amêndoa sem pele
400g de camarão pequeno descongelado
Alho em pó q.b.
1 pitada de pimentão-doce
400g de massa tortiglioni
100g de milho

Preparação
Para preparar o pesto, triturar primeiro a amêndoa numa picadora. De seguida, adicionar os alhos, o manjericão, o sal e triturar tudo, até resultar numa pasta homogénea. Depois, juntar o azeite e triturar novamente. Temperar o camarão com o alho em pó e o pimentão-doce e fritar num pouco de azeite. Reservar. Preparar a massa conforme indicações da embalagem, reservando um copo de água de cozer a massa. Por fim, envolver a massa com o pesto, o camarão, o milho e a água da cozedura reservada.